contador de visitas
Licenciatura em Ciências Biológicas
Botânica 2 (BOTB5)

Prof. Dr. Fernando Santiago dos Santos


ACESSO AOS MENUS DESTA PÁGINA
Clique nos ícones coloridos abaixo



Apresentação
A Botânica também é conhecida como a Scientia amabilis, ou seja, a ciência amável: seu objeto de estudo inclui a imensa variedade de plantas e, por extensão e tradição histórica, muitos outros organismos fotoautotróficos cuja beleza e importância são inegáveis.
BOTB5 continua os estudos destes grupos de organismos (iniciados na disciplina anterior, BOTB4) com ênfase apenas em dois deles, coletivamente denominados 'espermatófitos' ou 'embriófitos': as "Gimnospermas" e as Angiospermas.

O grupo conhecido como 'Gimnospermas' inclui as coníferas (pinheiros, araucárias, podocarpos, cipestres etc.), as cicadáceas (as conhecidas palmeiras-sagu, muito utilizadas em praças e jardins), as gnetáceas (grupo pouco conhecido, com a bizarra welwítschia e a esquisita efedra) e a intrigante Ginkgo biloba.
O grupo das Angiospermas é o maior grupo de plantas, contabilizando entre 250 e 300 mil espécies em todo o globo, e inclui as plantas com sementes e frutos. O Brasil é o país mais megadiverso, com cerca de 15 a 20% do total mundial de Angiospermas.

Voltar ao início desta seção



Ementa da disciplina de acordo com o PPC-LCB
As imagens abaixo foram retiradas do PPC do curso de LCB. O docente tem liberdade para adaptar minimamente os conteúdos de acordo com as turmas e as demandas que surgirem.




Voltar ao início desta seção




Estrutura da disciplina: aulas
  • As 38 aulas previstas (total de 76 aulas, pois cada aula é dupla) aparecem a seguir de forma meramente tentativa, ou seja, mudanças podem ocorrer dependendo da turma e das demandas. O professor deverá comunicar a turma com uma semana de antecedência, no mínimo, quando qualquer alteração for realizada.
  • Quando houver sugestões de leitura, os links estarão junto a referida aula.
  • Estão previstas saídas técnicas para atividades práticas de campo em locais como a Mata da Câmara, a Brasital, o câmpus e arredores, entre outros. As visitas ocorrerão, preferencialmente, aos sábados e serão comunicadas com, pelo menos, duas semanas de antecedência.

      Links e sites úteis
      Botânica on-line
      Flora Brasiliensis on-line
      Alguns termos utilizados em Sistemática Botânica
      Laboratório de ensino de Botânica
      Instruções para as aulas práticas
      Laminário de aulas práticas
      Glossário Ilustrado de Botânica: subsídios para aplicação no ensino


    CRONOGRAMA DO 1o SEMESTRE DE 2020
    AULAS 1-2

    EMENTA
    Apresentação da disciplina, objetivos, sistema avaliativo, dinâmicas de aulas e ementa
    Técnicas de coleta e herborização de material botânico
    Parcelas, quadrantes, livre caminhada, georreferenciamento e transectos

    Atividade em sala de aula: Quizz sobre conhecimentos prévios

    Leitura 1: Protocolo para coleta, herborização e identificação de espécimes vegetais
    Leitura 2: Dicas para coleta e identificação de espécies botânicas

    Leitura 3: Coleta e preparação de amostras vegetais


    AULAS 3-4

    EMENTA
    Coleções botânicas: carpoteca, xiloteca, espermoteca, herbário
    Transição das criptógamas vasculares para as espermatófitas
    Protogimnospermas, Progimnospermas ou Pteridospermas?

    Resumos das Aulas (p. 149 a 151)

    Leitura 1: Manual de instruções para coleta, identificação e herborização de material botânico
    Leitura 2: Coleções biológicas e sua importância: exsicatas depositadas no Herbário IFSR
    Leitura 3: Coleções botânicas: preservando a diversidade de plantas
    Leitura 4: Herbário IFSR
    Leitura 5: Carpoteca do IFSR
    Leitura 6: Caixas de Ward e terrários


    AULAS 5-6

    EMENTA
    Espermatófitas

    Resumos das Aulas

    Leitura 1: Representação de um árvore filogenética das plantas
    Leitura 2: Guia fotográfico das espermatófitas do câmpus São Roque
    Leitura 3: Diversidade de espermatófitas
    Leitura 4: Evolução das plantas

    AULA PRÁTICA 1: técnicas de coleta de espécimes vegetais


    AULAS 7-8

    EMENTA
    Visão geral sobre as 'gimnospermas'

    Resumos das Aulas

    Leitura 1: Cycadaceae
    Leitura 2: Ginkgoaceae
    Leitura 3: Gnetaceae
    Leitura 4: Pinaceae

    AULA PRÁTICA 2: morfologia externa das 'gimnospermas'


    AULAS 9-10

    EMENTA
    Grupos de 'gimnospermas' viventes de maior relevância
    Reprodução das 'gimnospermas'

    Resumos das Aulas

    Leitura 1: Por que algumas árvores vivem mais de mil anos?
    Vídeos sobre o Parque Nacional das Sequoias (Sequoia National Park) e do Yosemite, na Califórnia (EUA):

    Mix de imagens: Sequoia National Park e Yosemite
    Vídeo 1: Neck breaker
    Vídeo 2: Olhar para cima o tempo todo...
    Vídeo 3: Troncos altos e esguios
    Vídeo 4: Vamos tentar ver as copas
    Vídeo 5: A imensidão da natureza e das árvores gigantes


    AULAS 11-12

    EMENTA
    'Gimnospermas' nativas do Brasil

    Resumos das aulas

    AULA PRÁTICA 3: anatomia foliar de algumas Pinophyta (Araucaria angustifolia, Pinus elliottii e Cupressus lusitanica)


    AULAS 13-14

    EMENTA
    Transição entre as 'gimnospermas' e angiospermas
    Características gerais das angiospermas
    Sistema APG (Angiosperm Phylogeny Group)

    Resumos das aulas

    Leitura 1: APG e a classificação das Angiospermas
    Leitura 1: Angiospermas do Brasil


    AULAS 15-16

    EMENTA
    Importância das Angiospermas no cotidiano
    Monocotiledôneas e Dicotiledôneas

    Leitura 1: As angiospermas em nosso dia a dia
    Leitura 2: Comida made in Brazil... será?
    Leitura 3: Dicas para diferenciar os dois grandes grupos de Angiospermas
    Leitura 4: Importância das árvores para os ambientes naturais


    AULAS 17-18

    EMENTA
    Principais famílias de angiospermas do Brasil
    Autoctonia e aloctonia

    Leitura 1: As angiospermas no Brasil
    Leitura 2: Principais famílias de Angiospermas da Flora Brasileira
    AULA PRÁTICA 4: diferenciação entre diversos grupos de Angiospermas


    AULAS 19-20

    EMENTA
    PANC (Plantas Alimentícias Não Convencionais)
    Etnobotânica
    Envio do relatório de aulas práticas (1)

    Leitura 1: Atitude PANC - relato sobre a horta PANC no câmpus São Roque
    Leitura 2: Etnobotânica e seus estudos sobre as PANC
    Leitura 3: Você conhece as PANC?
    Leitura 4: Etnobotânica e as PANC
    Leitura 5: Manual de etnobotânica
    Leitura 6: Cartilha sobre horta em cidades

    PROVA PRÁTICA 1


    AULAS 21-22

    EMENTA
    Histologia vegetal (parte 1)

    Resumos das aulas

    AULA PRÁTICA 5: tecidos vegetais (parte 1)


    AULAS 23-24

    EMENTA
    Histologia vegetal (parte 2)

    Resumos das Aulas


    AULAS 25-26

    EMENTA
    Sistemas radiculares
    Sistemas caulinares

    Resumos das aulas

    Aneis de crescimento no tronco

    AULA PRÁTICA 6: tecidos vegetais (parte 2)


    AULAS 27-28

    EMENTA
    Folhas
    Flores e inflorescências

    Resumos das aulas

    Inflorescências


    AULAS 29-30

    EMENTA
    Reprodução das Angiospermas

    Leitura 1: Videoaula sobre frutos e sementes

    AULA PRÁTICA 7: modelos de estruturas vegetais utilizando massa de modelar


    AULAS 31-32

    EMENTA
    Frutos e pseudofrutos
    Sementes
    Atividade on-line

    Resumos das aulas

    AULA PRÁTICA 8: estruturas florais em cortes histológicos


    AULAS 33-34

    EMENTA
    Exposição e apresentação dos herbários didáticos e científicos
    Envio do relatório de aulas práticas (2)


    AULAS 35-36

    EMENTA
    Exposição e apresentação dos terrários didáticos

    PROVA PRÁTICA 2


    AULAS 37-38

    EMENTA
    Autoavaliação, café comunitário e fechamento das notas

    Voltar ao início desta seção



    Sistema avaliativo
    Seis notas, com diferentes pesos, serão utilizadas para o fechamento das médias finais desta disciplina, conforme a fórmula a seguir:

    Considere:
  • RAP1 = relatório de aulas práticas 1
  • RAP2 = relatório de aulas práticas 2
  • HER = herbário didático-científico
  • TER = terrário didático
  • AOL = atividade on-line
  • AUA = autoavaliação

    Voltar ao início desta seção